Fale Conosco legendaPerguntas frequentes

NMQ – Nível Mínimo de Qualidade

• Proposta: Lançado em 2003, esse programa foi criado para sensibilizar os organismos públicos que a Lei 8.666, de 21/06/1993, que determinava nas licitações o critério do menor preço, na verdade estava levando à deterioração da qualidade, à insatisfação dos consumidores e, consequentemente, ao uso inadequado dos recursos públicos.

• Estrutura: O programa possui um conjunto de especificações e procedimentos de análise laboratorial que assegura a aquisição de café de melhor qualidade nas licitações: são os produtos que recebem nota igual ou superior a 4,5 pontos, numa escola sensorial de 0 a 10. Na avaliação sensorial busca-se verificar a qualidade global do café na xícara, com notas para atributos como aroma, sabor, corpo, além de moagem, torra, etc. A avaliação é feita por especialistas em café em uma rede de laboratórios renomados, incluindo o Grupo de Avaliação de Café – CAG, do Sindicafé-SP, Ital, Laboratório Carvalhaes, Exxatus, NUGAP e a Área de Alimentos do Senai-Escola Barra Funda, em São Paulo. 

• Resultados: O NMQ vem sendo adotado na íntegra ou servindo de critério em licitações de inúmeros organismos públicos e privados, a exemplo das Secretarias de Agricultora da Bahia, Minas Gerais e São Paulo, Ministérios da Educação e das Comunicações; Delegacia da Receita Federal de Brasília e Câmara dos Deputados. Algumas instituições já estão, inclusive, elevando a nota mínima de 4,5 para 6,0, que é a categoria dos cafés Superiores.


Conheça o programa:


ABIC - Associação Brasileira da Indústria de Café

Rua Visconde de Inhaúma, 50 - 8º Andar - Centro - Rio de Janeiro, RJ - CEP 20091-007 - Tel +55 (21) 2206.6161 - Fax +55 (21) 2206.6155

Copyright © 2009 ABIC. Todos os direitos reservados. Reprodução autorizada desde que citada a fonte.