Fale Conosco Associado Portal

Café cria dependência tipo vício?

Não. Tomar café diariamente pode ser descrito como um hábito saudável comparável ao exercício físico regular. Toda pessoa deve no mínimo caminhar meia hora por dia, pelo menos 5 dias da semana e da mesma forma tomar 3-4 xícaras de café por dia. O excesso de café como de exercícios pode ser prejudicial e caso a pratica regular de exercício ou de consumo de café seja interrompido, o organismo pode sentir a diferença pela falta do habito saudável.

Após parar de fazer exercícios o individuo pode engordar, ter alterações de humor e maior risco de doenças cardiovasculares, reumáticas, dentre outras. O mesmo é valido para o café, onde quem não toma ou para de tomar café possui maior risco de depressão/suicídio, alcoolismo/ cirrose, diabetes do adulto, obesidade, câncer de fígado, cólon, doença de Parkinson, Alzheimer dentre outras.

O órgão regulador da Organização Mundial da Saúde afirmou que “Não há nenhuma prova de que o uso de cafeína tenha conseqüências físicas e sociais comparáveis, ainda que remotamente, às conseqüências das drogas de abuso”. Provas de que tomar café não cria dependência foram confirmadas num estudo recente, em que se observou que a cafeína não atua sobre as áreas do cérebro responsáveis pela recompensa, a motivação e a dependência da mesma forma que as anfetaminas e a cocaína. Também não parece haver relação entre os sintomas de abstinência experimentados por alguns consumidores de café, como dor de cabeça e letargia, e as quantidades diárias que eles consomem. Isto porque o café é uma planta rica em antioxidantes, minerais e uma vitamina B, a niacina.


ABIC - Associação Brasileira da Indústria de Café

Rua Visconde de Inhaúma, 50 - 8º Andar - Centro - Rio de Janeiro, RJ - CEP 20091-007 - Tel +55 (21) 2206.6161 - Fax +55 (21) 2206.6155

Copyright © 2009 ABIC. Todos os direitos reservados. Reprodução autorizada desde que citada a fonte.