CAFÉPOINT – 08/01/2019

Na última quarta-feira (02/01) a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, empossou, os secretários da pasta e destacou que “um só ministério olhará com igual destaque para todos os produtores” e que a agricultura familiar terá “integral apoio” das áreas de inovação, pesquisa, assistência técnica e extensão. A ministra assinalou, ainda, a “urgente necessidade” de realizar titulações de terras, pois o cenário atual implica insegurança jurídica e impede o acesso aos recursos de crédito.

Para Tereza temas como clima, à sustentabilidade e à biodiversidade deverão ser debatidos. Ressaltou que são 466 milhões de hectares registrados no Cadastro Ambiental Rural (CAR), “uma base espetacular que permite o monitoramento e o eventual combate ao desmatamento em 5,4 milhões de propriedades rurais”.

Sobre a disputa no mercado internacional, afirmou que “o agronegócio brasileiro estará a postos para negociar com o mundo nas áreas da propriedade intelectual, das indicações geográficas, dos recursos genéticos, da rotulagem, do bem-estar animal, da produção orgânica e das questões trabalhistas e sociais”.

Os secretários empossados foram: Eduardo Sampaio Marques, na Secretaria de Política Agrícola; José Guilherme Tollstadius Leal, na Defesa Sanitária; Jorge Seif Júnior, na Aquicultura e Pesca; Fernando Henrique Kohlmann, na Agricultura Familiar e Cooperativismo; Orlando Leite Ribeiro, na Secretaria de Comércio e Relações Internacionais do Agronegócio; e Nabhan Garcia, na Secretaria Especial de Assuntos Fundiários. Já o secretário executivo, Marcos Montes, assinou o termo de posse mas vai assumir o cargo efetivamente quando encerrar seu mandato na Câmara Federal, em 1º de fevereiro. A nova Secretaria de Inovação, Desenvolvimento Rural e Irrigação ainda não tem titular nomeado.

As informações são do Estadão Conteúdo via Dinheiro Rural.