Notícias Agrícolas | 14/05/2018 14:14:43

Está chegando mais uma edição da Expocafé, evento que acontece todo ano em Três Pontas, no Sul de Minas Gerais,  e é promovido pela Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig). Mais uma vez a Emater-MG participa da feira, entre 16 e 18 de maio, com diversas atividades e apresentações de novas tecnologias. Nesta edição, um dos destaques será a apresentação do mapeamento do parque cafeeiro de Minas Gerais, concluído este ano pelo governo estadual.

O mapeamento dos cafezais de Minas Gerais começou em 2016 e terminou em março de 2018. Primeiro foi feito o levantamento da área plantada em 451 municípios produtores de café com o uso de imagens de satélite. Em seguida houve a validação desses dados em campo, trabalho realizado pelos extensionistas da Emater-MG.

O mapeamento obteve informações precisas sobre o tamanho e a distribuição geográfica da produção de café no estado. A disponibilização desses dados será por meio do Geoportal do Café.  A plataforma reunirá dados socioeconômicos para subsidiar políticas públicas e investimentos privados de toda a cadeia produtiva do setor.

A ação é do Governo de Minas Gerais, por meio da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Codemig), Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), Empresa de Assistência Técnica de Minas Gerais (Emater-MG), Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig) e Fundação João Pinheiro. Conta ainda com a parceria da Companhia Nacional de Abastecimento e Embrapa.

Para o coordenador estadual de Planejamento e Gestão da Emater-MG, Edson Logato, a informação precisa sobre os aspectos quantitativos e qualitativos da cafeicultura mineira é algo estratégico para uma efetiva gestão da atividade. “A disponibilização de informações favorece a profissionalização da atividade, o conhecimento da expansão de plantio, a localização e os movimentos de migração desses plantios e outras informações fundamentais. Com o aperfeiçoamento da metodologia de mapeamento e agregação de outras informações como a recorrência de doenças e pragas, eventos climáticos, será cada vez mais possível obter informações qualificadas para aprimoramento da gestão do setor cafeeiro”, diz.

Workshop nesta quarta-feira

O valor total do projeto é de R$ 6 milhões, sendo R$ 4 milhões da Codemig e R$ 2 milhões de contrapartida da Emater e Epamig. Os recursos foram investidos em softwares, veículos, drones e tablets utilizados em todas as fases do trabalho.

Para a apresentação do mapeamento do parque cafeeiro mineiro, será realizado um workshop na Tenda de Eventos da Expocafé, no dia 16, a partir das 14h.

Emater-MG na Expocafé

A Expocafé 2018 também será uma oportunidade para conhecer o Certifica Minas Café. O programa estadual prepara o produtor para atender às exigências do mercado internacional, seguindo padrões de sustentabilidade e melhorando a gestão de sua propriedade. Atualmente, 1.231 propriedades são certificadas.

O programa é do Governo de Minas Gerais, sendo coordenado pela Seapa. A Emater-MG orienta os cafeicultores na adequação de suas propriedades,  o que incluem desde a legislação trabalhista até a preservação ambiental. As auditorias são feitas anualmente pelo IMA.

“Será um espaço exclusivo do Certifica Minas Café, onde os cafeicultores poderão conhecer o programa, trocar experiências com cafeicultores participantes do programa e ainda degustar os deliciosos cafés certificados”, diz o gerente regional da Emater-MG em Alfenas, Rogério da Silva Araújo.

Os visitantes também terão informações sobre o Concurso Estadual de Qualidade dos Cafés de Minas Gerais. Serão distribuídos materiais institucionais e haverá a degustação dos cafés vencedores da disputa no ano passado. O concurso é uma ferramenta para incentivar a melhoria contínua dos cafés mineiros, principalmente da agricultura familiar. O foco é a educação, por  meio  da assistência técnica e extensão rural, integrando setores como ensino, pesquisa, extensão e iniciativa privada. A final da competição será em novembro.

O público ainda poderá saber mais sobre o Certifica Minas Frutas, que propõe e prevê orientações técnicas voltadas às boas práticas de produção, gestão da atividade, responsabilidade social e ambiental. A iniciativa é do Governo de Minas Gerais por meio da Seapa, Emater-MG) e o Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA).

Os visitantes terão acesso ainda, a informações sobre a pecuária leiteira, o manejo do café com braquiária, agroecologia e a demonstração de uma fossa ecológica. As atividades da empresa incluem também a disponibilização de  um plantão técnico para atendimento aos cafeicultores.

Serviço

Evento: Expocafé 2018

Data: 16 a 18 de maio

Local: Campo Experimental da Epamig, no município de Três Pontas.