Comex do Brasil | 11/06/2019 18:44:39

São Paulo – O Brasil exportou quase 730 mil sacas de 60 quilos de café aos países árabes de janeiro a maio, um aumento de 52,3% sobre o mesmo período do ano passado. Os embarques renderam US$ 86 milhões, um crescimento de 17% na mesma comparação. Os dados foram divulgados nesta segunda-feira (10) pelo Conselho dos Exportadores de Café do Brasil (Cecafé).

A participação dos árabes nas exportações totais de café do Brasil passou de 4% nos cinco primeiros meses de 2018 para 4,3% no período de janeiro a maio de 2019.

Os números revelam uma aceleração das vendas à região em maio, já que de janeiro a abril as exportações haviam crescido 39,8% em volume e 8% em receita, em comparação com o mesmo período de 2018.

Segundo o Cecafé, a exportação brasileira de café em maio foi recorde para o mês. No total, foram embarcadas 3,5 milhões de sacas, um avanço de 103,5% em relação a maio do ano passado, o que rendeu US$ 416,2 milhões em receitas, um acréscimo de 57,6% na mesma comparação. O preço médio da saca recuou 22,6% de maio de 2018 a maio de 2019.

De janeiro a maio, as exportações totais do País chegaram a 16,9 milhões de sacas, um aumento de 40% sobre os cinco primeiros meses do ano passado. O faturamento somou US$ 2,1 bilhões, um crescimento de 12,7% na mesma comparação. De acordo com o Cecafé, foram os melhores resultados para o período nos últimos cinco anos.

“A performance das exportações do café brasileiro segue muito positiva, apresentando ótimos resultados para o mês, para o ano e também no ano-safra, que se encerra neste mês [junho]. Estamos batendo recordes históricos nas exportações de café brasileiro, atendendo à demanda dos nossos importadores com muita eficiência, qualidade e sustentabilidade”, disse o presidente do Cecafé, Nelson Carvalhaes, de acordo com nota da entidade.

Os principais destinos do café brasileiro de janeiro a maio foram Estados Unidos, Alemanha, Itália, Japão, Bélgica, Turquia, Reino Unido, Rússia, França e Canadá.

(*) Com informações da ANBA