Tamanho da fonte

Empresas arrematam cafés leiloados do 15º Concurso Nacional ABIC

16 DE ABRIL DE 2019 • Revista Espresso • 15/04/2019

Natália Camoleze (com edição da ABIC)

A manhã desta segunda-feira (15) foi de premiações em evento organizado pela Associação Brasileira da Indústria de Café (ABIC). Foram apresentadas as empresas que arrecadaram em leilão os cafés do 15º Concurso Nacional ABIC de Qualidade do Café.

O leilão teve um total de lances de R$ 39.419,00 em 33 sacas negociadas. O café da Bahia foi o grande campeão do concurso, com uma nota de 8,63, de acordo com a metodologia criada pela ABIC, em 2002. Joel Marques de Oliveira, da Fazenda Brejos do Aguiar, de Ibicoara (BA), esteve presente no evento e emocionado agradeceu a todos que o ajudaram nesta etapa e aos professores do SEBRAE que o auxiliaram ao longo do processo. Seu café é um catuaí e os jurados encontraram notas de frutas vermelhas, cereal e floral.

“Tenho um carinho enorme por esse evento, também sou produtor e acho de extrema importância a aproximação da indústria e do produtor. Juntos podemos traçar o melhor do negócio e criar uma interação com toda a cadeia. O preço do café não está bom para negócios, temos um elo da cadeia sofrendo e, claro, afeta os outros”, afirmou Ricardo de Sousa Silveira, Presidente da ABIC.

CLIQUE AQUI E CONFIRA AS IMAGENS DO EVENTO

O leilão aconteceu entre os dias 15 e 25 de fevereiro e teve o lance mínimo equivalente a 70% acima da cotação BMF/Bovespa do dia 14 de fevereiro. Participaram torrefadoras, cafeterias e apreciadores do grão. O e-commerce Café Store foi uma das empresas que adquiriu um microlote no leilão. Os grãos são do produtor Horácio Antônio de Moura, Três Barras, de Simonésia (MG), que em breve estará disponível no site – https://www.cafestore.com.br/. Café Sabor das Matas, Café com História, Hachimitsu, Grão Café, Mazzi Café e Santo Grão também participaram. Em alguns dias os cafés campeões serão comercializados!

O leilão consagrou algumas empresas campeãs com os maiores lances. Ocorreu um empate no leilão da categoria Campeão Especial, em que o maior lance dado por uma saca foi de duas empresas: Excelsior e 3corações, que pagaram R$ 4 mil pela saca do produtor Joel.

Na categoria Ouro, o campeão foi o Café Excelsior, que pagou um valor de R$ 2.500 por saca do café da produtora Lúcia Maria da Silva Dias, de São Sebastião da Grama (SP), que teve nota final no concurso de 8,55. O Dengo Café venceu na categoria Diamante, com o maior investimento de R$ 17.700.

CLIQUE AQUI E CONFIRA AS IMAGENS DO EVENTO


ABIC divulga resultado do leilão dos cafés vencedores do 15º Concurso Nacional ABIC de Qualidade

Destaque para a acirrada disputa pelos cafés ofertados: leilão arrecadou R$ 39.419,00 no total

Os cafés Excelsior, 3 Corações e Dengo foram os campeões do leilão dos cafés vencedores do 15º Concurso Nacional ABIC de Qualidade do Café, que arrematou no total R$ 39.419,00, em 33 sacas negociadas. O pregão, marcado por uma grande disputa entre os participantes, foi realizado entre os dias 15 e 25 de fevereiro e teve como regra estabelecida pelo regulamento um lance mínimo equivalente a 70% acima da cotação BMF/Bovespa de quinta feira (14).

A ação, promovida pela Associação Brasileira da Indústria de Café (ABIC), teve nove lotes finalistas, todos inscritos pelos organizadores dos concursos estaduais realizados no Paraná, Bahia, Minas Gerais e São Paulo.

No leilão, na categoria Campeão Especial, o maior lance dado por uma saca ficou empatado entre o Café Excelsior e o 3 Corações, que pagaram R$ 4.000,00 por uma saca do produtor Joel Marques de Oliveira, da cidade de Ibiçoara, na Bahia, campeão do concurso com a nota final de 8,63 pontos (em uma escala de 0 a 10).

Na categoria Ouro, o campeão também foi o Café Excelsior, que pagou o valor de R$ 2.500,00 por saca do café da produtora Lúcia Maria da Silva Dias, de São Sebastião da Grama (SP), que teve a nota final no concurso de 8,55. O Dengo Café consagrou-se campeão da categoria Diamante, com o maior investimento em qualidade, um total de R$ 21.900,00 no leilão.

Para o presidente da ABIC, Ricardo Silveira, tanto a acirrada disputa no leilão como também no concurso, mostram que indústria e produtores trabalham para aumentar a qualidade do café, e destaca que esses cafés, iguais aos melhores do mundo, serão oferecidos aos consumidores brasileiros.

O leilão também contou com a participação da Boa Vista Indústria, Grão Café, Piedi Rosso, Café Mazzi e Café Store. Todos os cafés serão industrializados e lançados durante a premiação das empresas vencedoras e do produtor campeão, que acontecerá no dia 16 de abril.

CONFIRA O RESULTADO DO LEILÃO:


É da Bahia o lote vencedor do 15º Concurso Nacional ABIC de Qualidade do Café

Soma das notas dadas pelos Júris Técnico e de Sustentabilidade confirmaram o microlote produzido no município de Ibicoara na Bahia como o campeão do concurso.

O microlote (até duas sacas) do cafeicultor Joel Marques de Oliveira, produzido na Fazenda Brejos dos Aguiar, em Ibicoara (BA) foi o campeão do 15º Concurso Nacional ABIC de Qualidade do Café, com a nota final de 8,63 pontos (em uma escala de 0 a 10). O segundo colocado foi o produtor Josias Gomes, da cidade de Espera Feliz (MG), com a nota final de 8,62 pontos, na categoria natural e em terceiro lugar ficou a produtora Lúcia Maria da Silva Dias, de São Sebastião da Grama (SP), com a nota final de 8,55 pontos, na categoria cereja descascada.

O certame, promovido pela Associação Brasileira da Indústria de Café (ABIC), teve nove lotes finalistas, todos inscritos pelos organizadores dos concursos estaduais realizados no Paraná, Bahia, Minas Gerais e São Paulo.

A etapa do Júri Técnico do 15º Concurso Nacional ABIC de Qualidade do Café foi realizada na terça-feira (12), no laboratório do Sindicato das Indústrias de Café do Estado de São Paulo – Sindicafé-SP. Os lotes finalistas foram avaliados quanto a Qualidade Global conforme metodologia do PQC – Programa de Qualidade do Café, atribuindo-se uma pontuação de Zero a 10 pontos para cada um. O resultado do Júri Técnico corresponde a 90% da nota, que somada com a avaliação das práticas sustentáveis na propriedade, que equivale a 10%, compõem a nota final.

O júri técnico foi composto pelos especialistas Camila Régia Arcanjo Teles e Isabela Cristina Abreu do Monte, do GAC – Grupo de Avaliação de Café, do Sindicafé-SP, e por Aline de Oliveira Garcia, Gina Maria Bueno Quirino Cardozo e Kátia Maria Cipolli representantes do ITAL – Instituto de Tecnologia de Alimentos.

Leilão

A partir do dia 15, até 25 fevereiro, acontece o leilão de todos os lotes deste concurso. O pregão terá lance mínimo equivalente a 70% acima da cotação BMF/Bovespa de quinta feira (14), no valor de R$ 754,00. Podem participar torrefadoras, cafeterias e demais pessoas jurídicas interessadas.

Para participar, a empresa deve preencher a Ficha de Lance Comprador que estará disponível no site www.abic.com.br . Os lances poderão ser dados pela ficha  ou por e-mail, para cristiane@abic.com.br. O pregão poderá ser acompanhado todos os dias diretamente no site da ABIC, permitindo mais transparência e maior competição entre os participantes, que poderão renovar seus lances caso tenham sido superados por outra empresa. Os lances podem ser dados para aquisição de uma única saca ou de todo um lote, ou mesmo para compra de sacas de diversos lotes.

No dia 27 de fevereiro serão divulgadas as empresas campeãs do leilão, que são aquelas que deram os maiores lances.

Divulgação: Assessoria de Imprensa da ABIC
Tempo de Comunicação – fevereiro/2019
Eduardo Buitron  e Gabriela Buitron