ABIC – Tempo de Comunicação – 13/04/2018

Eduardo Buitron e Gabriela Buitron

Um dos hábitos mais antigos da humanidade, o café é consumido em praticamente todo o mundo. São milhões de xícaras por dia que ajudam a despertar, que dão energia e aproximam as pessoas.

A Associação Brasileira da Indústria de Café (ABIC) participa das comemorações do Dia Internacional do Café, nesta sábado, 14 de abril, convocando as indústrias, o varejo, os supermercadistas, as cafeterias, imprensa e todos os consumidores para celebrar a data com uma deliciosa xícara de café. Não importa a forma de preparo: na cafeteira elétrica, no filtro de papel, no coador de pano, em cápsulas ou sachê, expressos, na prensa francesa, puro ou com leite, ou mesmo como ingrediente de saborosos drinques, alcoólicos ou não.

O café é um dos produtos básicos que mais se negociam no mundo todo, sendo produzido em mais de 60 países, proporcionado o sustento para mais de 125 milhões de pessoas e é particularmente importante para os cerca de 25 milhões de pequenos cafeicultores e suas famílias, que são os responsáveis pela maior parte da produção mundial.

Além da comemoração internacional, o Brasil também possui a sua data para homenagear essa bebida milenar: 24 de maio, Dia Nacional do Café, que foi incorporada em 2005, por sugestão da ABIC, ao Calendário Brasileiro de Eventos. Em ambas as datas, a ABIC tem como objetivo estimular todo o mercado, desde a produção até o consumidor final, a celebrar esta bebida que une pessoas, dá energia e momentos de prazer.

Maior produtor e exportador de café do mundo, o Brasil é o segundo maior país consumidor (atrás dos Estados Unidos), com a marca de mais de 21 milhões de sacas industrializadas em 2017, estando presente em 98,5% dos lares brasileiros.

Criada há 45 anos, a ABIC sempre teve entre suas metas o fortalecimento do setor a partir da pureza e da melhoria contínua da qualidade do café ofertado aos consumidores.  Com esse compromisso, a entidade lançou, em 1989, o pioneiro Selo de Pureza, que desde então assegura aos consumidores um café puro, item básico da qualidade do produto. Outras certificações criadas ao longo dos anos foram o PQC – Programa de Qualidade do Café, conferido nas categorias Tradicional, Superior e Gourmet, e o PCS – Programa Cafés Sustentáveis do Brasil. Todas essas certificações, assim como os respectivos selos estampados nas embalagens das marcas (que são monitoradas e analisadas periodicamente), são aliadas dos consumidores e garantia de produtos seguros.

A ABIC também tem como compromisso estimular e divulgar as pesquisas que comprovam os benefícios do café para a saúde humana. Consumido diariamente e em doses moderadas (de três a quatro xícaras ao longo do dia), o café é uma bebida que dá energia e disposição, sendo ainda um momento prazeroso e reconfortante. O consumo diário também pode contribuir na prevenção de várias doenças, como diabetes do adulto, câncer de cólon, de fígado e de mama, e doença de Parkinson entre outras.

Todos esses benefícios fazem do café uma grande paixão entre os brasileiros, que a cada ano tanto consomem mais quanto diversificam a forma de prepará-la, em casa ou nos escritórios, passando a saborear ao longo do dia cafés puro ou com leite, ‘espresso’ e cappuccinos, além de outros diversos drinques.