Revista Cafeicultura – 07/11/2018

Produto brasileiro obedece a norma europeia de compostabilidade e possui o Rótulo Ecológico ABNT

A febre do café em cápsula sempre passou pela praticidade e pelo comodismo na hora de saborear a bebida. Porém, há de se considerar o impacto ambiental dessas embalagens. Por isso, uma marca brasileira lançou uma cápsula biodegradável de café que se transforma em adubo em até quatro meses.

Isso é possível graças ao material que compõe a cápsula da Orfeu Cafés Especiais, a marca em questão.

Ela é feita de um bioplástico compostável. Também não contém alumínio, bisfenol A – composto utilizado para fazer plásticos – nem transgênicos.

Assim, essa cápsula obedece à norma europeia de compostabilidade EM-13432.

No Brasil, também recebeu o Rótulo Ecológico ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas). Ele assegura que o produto é a melhor alternativa para o ambiente entre os da mesma categoria disponíveis no mercado.

Além disso, a cápsula biodegradável de café da Orfeu também é compatível com as máquinas Nespresso.

Seu descarte deve ser feito como lixo orgânico destinado a estações de compostagem. Nelas, o processo de biodegradação leva até quatro meses.

Outra alternativa é utilizar uma composteira doméstica. Em uma elétrica, a biodegradação acontece bem mais rapidamente, podendo ser realizada em poucas horas.

Uma embalagem com dez cápsulas de café encorpado de torra escura da Orfeu sai por R$ 14,92.

Fonte: Catraca Livre