Portal fator Brasil | 11/10/2017 08:52:36 -11/10/2017 – 07:20

Como estratégia, o franqueado da rede Cheirin Bão firmou parceria com a livraria do shopping em que a cafeteria está localizada no Macapá.

São Paulo — Sempre em busca de novas formas para expandir os negócios, o advogado e produtor rural Wladimir Ribeiro Fonseca Vales, de 36 anos, adquiriu uma loja da rede de cafés especiais Cheirin Bão na cidade de Macapá. De acordo com ele o produto de qualidade, artesanal, e o formato da franquia enxuta foram particularidades essenciais para tomada de decisão.

“No começo eu estava procurando por cervejarias artesanais mas optei pelo café por ser eclético, mais abrangente e por reconhecer o quanto o café Cheirin Bão é verdadeiramente especial e de qualidade”, explica Wladimir.

Além disso, outras características reforçam a importância do mercado da bebida: surgiram, em média, duas redes de cafeterias por ano, entre 2013 e 2016, totalizando 40 franquias do setor no país, segundo levantamento da Associação Brasileira de Franchising (ABF).

As perspectivas do mercado também já refletem na loja do franqueado. “Desde que abri a loja (em abril) consigo mensurar um aumento mês a mês de 15%. Quando procurava ponto tinha visto a livraria aqui ao lado no shopping e logo pensei em uma parceria. Com certeza isso agregou bastante, hoje tenho um movimento de uma média de 60 pessoas por dia”, comenta Ribeiro.

O empreendedor interessado na franquia Cheirin Bão necessita de um espaço a partir de 4m² e investimento de R$ 79 mil caso opte por quiosque. E para loja R$ 90 mil. Além disso, a empresa oferece todo o suporte para gestão do negócio e capacitação sobre o mercado de café e como comercializar os produtos.